segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Amamentando- e agora?


Olá mamães, tentantes, simpatizantes e curiosos!

Hoje o post é sobre a minha experiência com amamentação. Gente, esse é um assunto que gera muita controvérsia, e é só dar uma olhada em grupos de mães para perceber que existe até um certo tipo de rivalidade entre mães que amamentam e mães que não amamentam.

Eu acho isso uma coisa muito chata, porque cada mãe tem uma história, e não devemos sair julgando as outras mães somente porque fizeram ou fazem alguma coisa diferente do que a gente, né?

Bem, vamos lá.

Comigo aconteceu assim. Meu filho mamou pouco tempo depois de nascer - porque eu havia lido que era importante esse ato logo depois do parto. Eu não sei se estava mamando certo ou errado - sim, tentantes, simpatizantes e curiosos, existe jeito certo para mamar!

Eu achava que logo que meu filho começasse a mamar o leite iria jorrar de mim. Porém não foi assim. Nosso primeiro leite- o colostro- é bem clarinho e vem pouco aos nossos olhos; porém ele é tudo o que nosso bebê precisa. O neném nasce com um estômago minúsculo, e aquele leite ralinho e clarinho é o que é necessário para sua nutrição.

POIS BEM. André se mostrou um mamador voraz. As enfermeiras entravam no quarto, olhavam e diziam: "A "pega" está correta!" "Está mamando direitinho!" - Que maravilha! (Eu pensava) "Vai ser tranquilo!" Pois é.

Como eu disse, nenenzinhos mamam muito! Muito mesmo! Mas não se desespere! Deixa ele mamar! Nosso corpo é uma máquina perfeita! Quanto mais ele mama, mas leite vem. (É verdade! Acredite!)

Porém que demora foi para meu leite descer! As enfermeiras diziam que isso acontece geralmente depois de três dias que o bebê nasce...só me restou esperar.

- A vida como ela é - Meus seios racharam. Apesar do meu neném aparentemente estar mamando da forma correta, não teve jeito. E dói Ju? Sim, dói muito. Mas você é capaz de superar isso! Passei a fazer chá de camomila para pegar o sache morno e colocar encima dos seios (dica das enfermeiras).  Apliquei algumas pomadas indicadas pela minha médica, e essa situação desconfortável durou cerca de 15 dias.

E o leite desceu? Leitores queridos, a melhor dica do mundo para mim (dada pela pediatra do meu filho, e também titia dele- Alô Sandra!) foi-  beba MUITA água. Beba água antes, durante e depois de dar mamá. Esse foi o conselho dela quando eu chorava implorando que me passasse algum remédio para meu leite descer.

Sim, fui uma recém-mamãe muito desesperada. 

Comecei a tomar muita água, muita água mesmo! E meu leite veio. Não veio jorrando que nem eu imaginava, mas veio o suficiente para nutrir meu bebê.

Meu bebê chupa chupeta e mamou suco na mamadeira. E não largou o peito por causa disso. Porém isso foi o que aconteceu comigo, porque pesquisando você já deve ter lido que bicos artificiais podem confundir o bebê e atrapalhar a amamentação.

Eu não queria que meu filho chupasse chupeta de jeito nenhum. Mas de mim nasceu um serzinho também desesperado. Foi uma maneira que encontramos de acalmá-lo um pouco.

Ele mamou exclusivamente até quase os 6 meses e depois até os 9 meses como complemento.

Tive que voltar a trabalhar e precisei complementar com leite artificial, porque apesar do meu esforço, não consegui estocar meu leite usando a bombinha elétrica. (Coisinha difícil de lidar) Tentei muito e não consegui. Ser mãe também é entender que nem tudo conseguimos fazer como queremos, e ficarmos em paz por tentarmos fazer o nosso melhor.

Um belo dia quando ele estava com 9 meses, não quis mais saber de mamar. Simples assim. Confesso que já estava me sentindo cansada. Conversei com a pediatra e ela disse que estava tudo bem. E foi assim.

Posso dizer que foi uma experiência mais que gratificante. Uma vitória para mim, essa mãe desesperada, que somente conseguiu amamentar porque lá do fundo eu acreditava que seria possível. É um momento muito importante para o filho e para a mãe. Porém não costuma ser um começo fácil.

É necessário apoio do pai e da família. É necessário fechar os ouvidos para todos e quaisquer comentários negativos. Se seu filho está ganhando peso bem, está tudo bem.

É importante não sair da maternidade com dúvidas. Pergunte mesmo, pergunte muito para as enfermeiras. O pediatra também é importantíssimo nesse momento- pergunte para ele também!

Mamãe, acredite muito em você! Você gerou seu filho por 9 meses. Agora que ele nasceu, tudo o que ele precisa vem de você! Isso é ou não: ser poderosa?

Tenha confiança que tudo vai dar certo!

Beijinhos

Ju










Um comentário:

  1. Ahh adoro ler relatos de mães :) Deve ser uma loucura todas essas dúvidas e incertezas né.. mas não existe regra e como vc disse nem tudo acontece do nosso jeito! :) Mas sabemos que no fim tudo dá certo. Bjoooo :***

    ResponderExcluir